Balanço Mensal

Em maio o consumo totalizou 4 065 GWh, com uma ponta de 7 161 MW no dia 2 às 20:45. A produção renovável abasteceu 69% do consumo. A produção hídrica abasteceu 23% do consumo, a eólica 26%, a biomassa 7% e a solar 13%. O saldo de trocas com o estrangeiro foi importador equivalendo a 27% do consumo.

4 065 GWh
Consumo Mensal
69 %
% Produção Renovável

Balanço Energético

Consumo referido à produção líquida das centrais, no mês selecionado, mês homólogo do ano anterior, acumulado anual, acumulado homólogo do ano anterior e respetivas variações. Apresenta-se ainda a repartição da produção por fonte primária – carvão, gás natural, água, vento, sol, biomassa e outros. Além dos valores da energia mensal apresenta-se também a ponta (valor máximo instantâneo) verificada no mês selecionado para cada uma das fontes primárias.

 

Ponta [MW]

mai 24 [GWh]

Acumulado [GWh]

mai 23 [GWh]

Acumulado [GWh]

Mês [Variação %]

Acumulado [Variação %]

PRODUÇÃO TOTAL 9 187 3 374 22 756 2 933 18 739 15.1 21.4
Produção Renovável 8 275 2 881 19 158 1 979 13 710 45.6 39.7
Hídrica 1 5 972 976 9 507 241 5 303 305.1 79.3
Eólica 3 758 1 087 6 561 1 132 5 725 -3.9 14.6
Solar 2 402 523 1 724 369 1 425 41.8 21.0
Ondas 0 0 0 - -
Biomassa 2 432 295 1 367 238 1 258 24.1 8.7
Cogeração 198 131 584 100 504 31.0 16.0
Outros 242 164 783 138 754 19.1 3.8
Produção não Renovável 1 120 142 1 928 689 3 861 -79.5 -50.1
Gás Natural 1 087 120 1 821 672 3 770 -82.1 -51.7
Ciclo Combinado 933 10 1 178 513 2 975 -98.1 -60.4
Cogeração 267 110 643 160 796 -30.8 -19.2
Outra Térmica 3 34 21 107 17 91 26.0 17.2
Cogeração 7 3 15 2 9 90.2 53.9
Outros 29 18 92 15 82 19.0 12.9
Produção por Bombagem   352 1 670 265 1 167 32.9 43.0
CONSUMO EM BOMBAGEM 2 761 446 2 060 353 1 543 26.5 33.5
SALDO IMPORTADOR 4 004 1 137 1 004 1 398 4 026 -18.7 -75.1
Importação (valor comercial) 4 257 1 401 4 105 1 496 5 528 -6.4 -25.7
Exportação (valor comercial) 2 607 267 3 105 101 1 506 165.6 106.2
CONSUMO 7 161 4 065 21 700 3 978 21 223 2.2 2.2
1 Produção a partir do caudal natural;
2 Inclui: Biomassa florestal, biogás e a fração biodegradável dos resíduos sólidos urbanos;
3 Inclui: Fuelóleo, gasóleo, a fração não-biodegradável dos resíduos sólidos urbanos e outros resíduos

Abastecimento do Consumo

mai 24

Repartição da produção por fonte primária – carvão, gás natural, água, vento, sol, biomassa e outros. As fontes estão disponíveis individualmente selecionando “Detalhado” ou agrupadas em renováveis (água, vento, sol e biomassa) e não-renováveis (carvão, gás natural e outros) selecionando “Agregado”. A biomassa inclui a cogeração renovável, a biomassa florestal, o biogás e a fração biodegradável dos resíduos sólidos urbanos. Em “Outra Térmica” inclui-se fuelóleo, a fração não-biodegradável dos resíduos sólidos urbanos e outros resíduos. Caso o saldo importador seja positivo inclui-se também a sua contribuição para o consumo de eletricidade em Portugal Continental.
Os valores apresentados são mensais, para o mês selecionado e para o mês homólogo do ano anterior.

mai 23

Repartição da produção por fonte primária – carvão, gás natural, água, vento, sol, biomassa e outros. As fontes estão disponíveis individualmente selecionando “Detalhado” ou agrupadas em renováveis (água, vento, sol e biomassa) e não-renováveis (carvão, gás natural e outros) selecionando “Agregado”. A biomassa inclui a cogeração renovável, a biomassa florestal, o biogás e a fração biodegradável dos resíduos sólidos urbanos. Em “Outra Térmica” inclui-se fuelóleo, a fração não-biodegradável dos resíduos sólidos urbanos e outros resíduos. Caso o saldo importador seja positivo inclui-se também a sua contribuição para o consumo de eletricidade em Portugal Continental.
Os valores apresentados são mensais, para o mês selecionado e para o mês homólogo do ano anterior.

mai 24

Repartição da produção por fonte primária – carvão, gás natural, água, vento, sol, biomassa e outros. As fontes estão disponíveis individualmente selecionando “Detalhado” ou agrupadas em renováveis (água, vento, sol e biomassa) e não-renováveis (carvão, gás natural e outros) selecionando “Agregado”. A biomassa inclui a cogeração renovável, a biomassa florestal, o biogás e a fração biodegradável dos resíduos sólidos urbanos. Em “Outra Térmica” inclui-se fuelóleo, a fração não-biodegradável dos resíduos sólidos urbanos e outros resíduos. Caso o saldo importador seja positivo inclui-se também a sua contribuição para o consumo de eletricidade em Portugal Continental.
Os valores apresentados são mensais, para o mês selecionado e para o mês homólogo do ano anterior.

mai 23

Repartição da produção por fonte primária – carvão, gás natural, água, vento, sol, biomassa e outros. As fontes estão disponíveis individualmente selecionando “Detalhado” ou agrupadas em renováveis (água, vento, sol e biomassa) e não-renováveis (carvão, gás natural e outros) selecionando “Agregado”. A biomassa inclui a cogeração renovável, a biomassa florestal, o biogás e a fração biodegradável dos resíduos sólidos urbanos. Em “Outra Térmica” inclui-se fuelóleo, a fração não-biodegradável dos resíduos sólidos urbanos e outros resíduos. Caso o saldo importador seja positivo inclui-se também a sua contribuição para o consumo de eletricidade em Portugal Continental.
Os valores apresentados são mensais, para o mês selecionado e para o mês homólogo do ano anterior.

Abastecimento do Consumo Anual

2024

Repartição da produção por fonte primária – carvão, gás natural, água, vento, sol, biomassa e outros. As fontes estão disponíveis individualmente selecionando “Detalhado” ou agrupadas em renováveis (água, vento, sol e biomassa) e não-renováveis (carvão, gás natural e outros) selecionando “Agregado”. A biomassa inclui a cogeração renovável, a biomassa florestal, o biogás e a fração biodegradável dos resíduos sólidos urbanos. Em “Outra Térmica” inclui-se fuelóleo, a fração não-biodegradável dos resíduos sólidos urbanos e outros resíduos. Caso o saldo importador seja positivo inclui-se também a sua contribuição para o consumo de eletricidade em Portugal Continental.
Os valores apresentados são os valores acumulados desde o início do ano até ao final do mês selecionado e os valores acumulados do período homólogo do ano anterior.

2023

Repartição da produção por fonte primária – carvão, gás natural, água, vento, sol, biomassa e outros. As fontes estão disponíveis individualmente selecionando “Detalhado” ou agrupadas em renováveis (água, vento, sol e biomassa) e não-renováveis (carvão, gás natural e outros) selecionando “Agregado”. A biomassa inclui a cogeração renovável, a biomassa florestal, o biogás e a fração biodegradável dos resíduos sólidos urbanos. Em “Outra Térmica” inclui-se fuelóleo, a fração não-biodegradável dos resíduos sólidos urbanos e outros resíduos. Caso o saldo importador seja positivo inclui-se também a sua contribuição para o consumo de eletricidade em Portugal Continental.
Os valores apresentados são os valores acumulados desde o início do ano até ao final do mês selecionado e os valores acumulados do período homólogo do ano anterior.

2024

Repartição da produção por fonte primária – carvão, gás natural, água, vento, sol, biomassa e outros. As fontes estão disponíveis individualmente selecionando “Detalhado” ou agrupadas em renováveis (água, vento, sol e biomassa) e não-renováveis (carvão, gás natural e outros) selecionando “Agregado”. A biomassa inclui a cogeração renovável, a biomassa florestal, o biogás e a fração biodegradável dos resíduos sólidos urbanos. Em “Outra Térmica” inclui-se fuelóleo, a fração não-biodegradável dos resíduos sólidos urbanos e outros resíduos. Caso o saldo importador seja positivo inclui-se também a sua contribuição para o consumo de eletricidade em Portugal Continental.
Os valores apresentados são os valores acumulados desde o início do ano até ao final do mês selecionado e os valores acumulados do período homólogo do ano anterior.

2023

Repartição da produção por fonte primária – carvão, gás natural, água, vento, sol, biomassa e outros. As fontes estão disponíveis individualmente selecionando “Detalhado” ou agrupadas em renováveis (água, vento, sol e biomassa) e não-renováveis (carvão, gás natural e outros) selecionando “Agregado”. A biomassa inclui a cogeração renovável, a biomassa florestal, o biogás e a fração biodegradável dos resíduos sólidos urbanos. Em “Outra Térmica” inclui-se fuelóleo, a fração não-biodegradável dos resíduos sólidos urbanos e outros resíduos. Caso o saldo importador seja positivo inclui-se também a sua contribuição para o consumo de eletricidade em Portugal Continental.
Os valores apresentados são os valores acumulados desde o início do ano até ao final do mês selecionado e os valores acumulados do período homólogo do ano anterior.

Balanço da RNT

O Balanço físico da RNT contabiliza as entradas e saídas de energia elétrica na Rede Nacional de Transporte de Eletricidade. A energia entrada na rede está repartida por Produtores, Interligações e Subestações RNT, tratando-se neste último caso de energia produzida ao nível da Rede de Distribuição e injetada na Rede de Transporte quando a produção é superior ao consumo local. A energia saída está repartida por Produtores e Clientes MAT, que correspondem aos clientes ligados diretamente à Rede de Transporte, Interligações, Subestações RNT, que correspondem às entregas às redes de distribuição e ainda Consumos Próprios nas instalações da própria Rede de Transporte.
A diferença entre as Entradas e Saídas correspondem às perdas na RNT.

 

Ponta [MW]

mai 24 [GWh]

2024 [GWh]

mai 23 [GWh]

2023 [GWh]

ENERGIA ENTRADA 7 213 3 492 20 608 3 377 18 874
Produtores 6 625 1 897 14 639 1 675 11 926
Interligações 4 004 1 293 4 166 1 463 5 666
Subestações 1 272 302 1 803 239 1 282
ENERGIA SAÍDA 7 018 3 402 20 098 3 303 18 457
Produtores e Clientes MAT 3 055 664 3 055 536 2 451
Bombagem 2 725 440 2 045 348 1 524
Interligações 2 299 156 3 163 66 1 639
Subestações 5 237 2 582 13 875 2 701 14 360
Consumos Próprios   0 6 1 6
PERDAS 89 510 74 417
PERDAS [%] 2.56 2.47 2.18 2.21
Inclui produtores/clientes AT ligados à RNT por linhas particulares.

Potência Instalada

Potência de ligação à Rede Pública, ou potência instalada no caso dos produtores térmicos aderentes à Portaria 399/2002. Nos produtores eólicos inclui-se a potência adicional ao abrigo do DL 94/2014. Para cada uma das fontes primárias indica-se também a ponta (maior valor instantâneo da produção) histórica.

 

mai 24 [MW]

Ponta [MW]

Data da Ponta  

Hídrica 8 376 7 278 2024-03-11 22:15
Eólica 5 380 5 034 2024-02-29 13:45
Solar 3 078 2 402 2024-05-27 12:30
Biomassa 700 454 2022-03-04 18:30
Gás Natural 4 423 4 387 2021-01-05 21:45
Carvão 1 796 2007-12-31 08:30
Outra Térmica 28 2 193 2001-12-18 17:30
TOTAL 21 985 12 148 2023-12-05 19:15
Bombagem 3 585 3 011 2024-04-14 13:45
Consumo   9 883 2021-01-12 19:30
Potências de ligação à Rede Pública ou Potência instalada nos Produtores Térmicos
aderentes à Portaria 399/2002. Nos eólicos inclui-se a potência adicional ao abrigo do DL 94/2014